7 Fracassos épicos em patrocínios

Alguma vez se deparou com um falhanço épico no que toca a patrocínios? Se não, aqui tem uma lista dos maiores 7. Alguns vão, certamente, fazê-lo rir, outros servirão como referência futura de parcerias a evitar. Nunca um erro, sempre uma lição – uma lista repleta dos melhores!


AMERICAN AIRLINES

Em 1981, a American Airlines lançou uma promoção, através da qual, pela quantia de $250,000, os clientes nunca mais teriam de comprar bilhetes à companhia aérea. Se ainda dispostos a fazer o pagamento extra de $150,000, poderiam fazer-se acompanhar de um companheiro, sem qual custo adicional para este, vitaliciamente. Podendo, como é óbvio, mudar de companheiro. Voos grátis, a qualquer hora, para sempre. Para que seja rentável para o cliente, este tem de conseguir algum retorno. Clientes inteligentes, aproveitaram e venderam os bilhetes respeitantes ao “companheiro”, tendo em conta que a AA não tinha bem definidos os termos e condições do contrato, percebendo que estavam a ter prejuízo, não lucro. Mais tarde decidiram contratar um investigador para encontrar razões para revogar os contratos.

JAGERMEISTER

Uma festa na piscina já de si é uma ideia brilhante, mas pense agora numa festa na piscina patrocinada pela Jagermeister! A Jagermeister achou que ter uma piscina coberta de neblina, como num videoclip, tornaria a festa ainda melhor. Então, para a festa, despejaram nitrogénio na piscina, apercebendo-se depois que cloro em combinação com nitrogénio, originava um gás tóxico. Cerca de oito pessoas foram hospitalizadas e uma pessoa teve de ficar internada durante 18 dias.

GUNS N’ ROSES

Os Guns N’ Roses anunciaram o seu novo álbum, Chinese Democracy em 1994. Em 2008 o álbum ainda não tinha sido publicado. Dr Pepper fez disto a sua missão, anunciando que se os Guns N’ Roses publicassem o seu álbum até ao final de 2008, cada americano receberia uma lata de Dr Pepper. Os Guns N’ Roses decidiram vingar-se, e apenas 8 meses depois do anúncio do Dr Pepper, o álbum foi libertado. Apanhados de surpresa, e sem qualquer preparação ou forma de distribuir as latas de Dr Pepper gratuitas, não foi capaz de cumprir a sua promessa.  Foram ainda processados pelos Guns N’ Roses por falácia.

DOMINO’S

Grandes empresas como a Domino’s pagam muito dinheiro para fazer campanhas publicitárias através da televisão. Normalmente, fazem-no no intervalo de programas durante o horário nobre. O anúncio passava antes e depois de cada intervalo. Mas imediatamente a seguir encontrava-se um anúncio do governo, advertindo para a quantidade de gordura numa pizza.  

MCDONALD’S

O McDonald’s tem sido um patrocinador de longa data dos Jogos Olímpicos, no entanto,  o último contrato terminou três anos mais cedo porque a organização dos jogos alegou que devia promover comida e estilos de vida saudáveis, em vez de fornecer McDonald’s. Ter o McDonald’s, conhecido como restaurante de fast food, ao redor de um estágio é uma ação contraditória ao propósito dos Jogos. Após esta constatação, o contrato terminou três anos mais cedo por uma quantia confidencial.

NAOMI CAMPBELL

Muitas personalidades televisivas têm um grande número de seguidores nas redes sociais, logo, é do interesse de muitas empresas que estas promovam os seus produtos e marca. Naturalmente, um certo investimento estará envolvido. É apenas necessário que o departamento de marketing da empresa envie a informação que gostava que fosse publicada e o pagamento, e a fotografia estará nas redes sociais em segundos.  No entanto há regras, e Naomi Campbell fez exatamente o que lhe pediram. Mas acidentalmente também copiou as instruções enviadas por e-mail pela empresa, que indicavam exatamente o que esta devia dizer.

ESSENA O’NEILL

Guardando o melhor para o final. Uma das contas mais faladas em 2015, foi a de Essena O’neill, uma modelo no instagram com mais de 580,000 seguidores. Esta decidiu mudar as descrições das suas fotos, para a realidade por detrás de cada fotografia. Apesar de ter sido paga para promover vários produtos e marcas, isso não a impediu de dizer a verdade. Abaixo encontram-se alguns dos melhores exemplos.


Está à procura de uma forma de gerir os seus patrocínios?


Source:

Articles: Cracked, Racked, Elite Daily, and Real Business.

 

Tornando projectos impactantes mais fáceis desde 2011. Optimy é o software para gestão de patrocínio e concessões mais centrado no cliente.
Reúna, selecione e administre todos os seus projectos com uma única ferramenta.

INSCREVA-SE GRATUITAMENTE